SOTOZEN-NET > O que é Sotoshu? > Ambiente

Ambiente

Os cinco princípios da vida verde

  1. Proteja o verde da terra; a terra é o lar da vida.
  2. Não desperdice água; é a fonte da vida.
  3. Não desperdice combustível ou eletricidade; eles são a energia da vida.
  4. Mantenha o ar limpo; ele é a praça da vida.
  5. Coexistir com a natureza; é a encarnação de Buda.

1. Proteja o verde da terra; a terra é o lar da vida.

Um exemplo de nossas atividades para proteger o meio ambiente é a nossa campanha "Proteja o ecossistema local". Em vilas agrícolas, florestas e áreas arborizadas podem ser encontradas juntas às plantações de arroz. Isto é o que chamamos "satoyama", ou uma área onde ciclos ecológicos normais são apoiados pelo cultivo. Florestas decíduas no ecossistema da fazenda vila são um recurso precioso e essencial para as vidas dos residentes e para a sobrevivência de plantas e animais. Pressionamos os governos locais em várias áreas e levantamos verba para comprar terra e executamos as atividades ambientais a fim de proteger os ecossistemas locais da onda do desenvolvimento.

O que podemos fazer como seguidores do Soto Zen para proteger os recursos verdes da terra? Primeiro, visite seu templo(Budista ou xintoísta) local e observe as árvores e o ambiente na área adjacente. Em alguns lugares haverá densas florestas e em outros nada além de estruturas de concreto. Vamos pensar seriamente no que podemos fazer para proteger as florestas se elas estiverem lá e como plantar novas árvores se elas não existirem.

Um grupo chamado Vida Ecológica e Organização Cultural entrevistou estudantes secundários e perguntou o que acham das florestas. Uma das respostas mais comuns foi, "Elas nos dão santuários", "Elas servem de represa natural para absorver as águas de chuva", "Montanhas e florestas nos dão presentes, "e "elas nos mostram a dificuldade, importância e o prazer da cultivação."

Devemos desenvolver o hábito de dar atenção ao solo, árvores e água a fim de preservar o verde que nos cerca. Se deixarmos as coisas como estão nesta sociedade, onde o aquecimento global continua a se alastrar, perderemos as árvores. As opiniões dos estudantes secundários acima certamente ressoam. Conforme escrito no primeiro princípio, a terra verde é o lar de toda vida.

2. Não desperdice água; é a fonte da vida.

A Sociedade Soto de Mulheres está envolvida em atividades chamadas de "Plano Verde". Por exemplo, o capítulo Kanto entregou adesivos que listavam atividades que poderiam ser feitas nas casas para economizar água, redes para pias de cozinha, escovas de esfregar de acrílico confeccionadas pelos membros e outros itens. Material entregues a transeuntes das grandes ruas, ao lado das grandes estações para aumentar a conscientização sobre a importância das questões ambientais. Os membros deste capítulo continuam a confeccionar escovas diariamente e as entregam às pessoas da área.

Algums modos para se conservar água são:

Há várias outras idéias para manter a água limpa em nossas atividades diárias. Na realidade, a maioria desta atitude não é algo que começou recentemente, mas que está enraizado nos estilos de vida das pessoas e que datam da "sabedoria dos idosos". O Plano Verde estima a sabedoria das pessoas idosas. Temos muito a aprender deles sobre como viver na abundância e, ao mesmo tempo, conservar a energia.

Diz-se que uma vez Dogen Zenji tirou água de um rio de uma montanha e disse: " Que essa água traga bençãos a 100 milhões de pessoas após mim, " após retornar metade da água do balde de volta no rio.
É assim que ele valorizava a água. Vamos nos habituar a mantermos a água limpa e não desperdiçá-la.

3. Não desperdice combustível ou eletricidade; estes são a energia da vida.

Como partes da atividade do Plano Verde, a Escola Soto Zen está visitando seus templos e todos seus fiéis para diminuir o consumo de energia consumida em 1%. Algumas coisas simples que você pode fazer em sua vizinhança próxima, que lhe economizarão cerca de 50,000 yenes por ano em serviços públicos por família.

Se isto for feito pelos 1.7 milhões de lares seguidores de Soto Zen, resultará numa economia de cerca de 60,000 quilolitros de óleo cru (Ou o equivalente ao consumo anual de aproximadamente 7,500 lares). Olhando por um outro ângulo, isto poderia ressaltar o quanto é desperdiçado por uma sociedade de grande crescimento.

Os méritos das ofertas são ensinados em Shoshogi, um sutra Soto Zen. Diz-se: "Não seja mesquinho nas ofertas".
Este ensinamento pode ser aplicado nas atividades de conservação descritas acima, que resultarão no semear de felicidade para gerações futuras.

4. Mantenha o ar limpo; ele é a praça da vida.

O sindicato da cooperativa de consumidores japoneses realiza algumas atividades notáveis. Os membros deste sindicato levam sua próprias sacolas para as quitandas e as usam ao invés das sacolas plásticas no caixa. Como resultado eles eliminaram a necessidade de cerca de 250 milhões de sacolas de quitanda em 1996. Isto é o equivalente a 1,075.77 toneladas de carbono que não foram liberadas na atmosfera.

Quando trabalhamos junto, estes resultados surpreendentes são possíveis. Dentro da Escola Soto Zen, templos e leigos estão se reunindo para reduzir a poluição em 1%. Nós os encorajamos a manterem um livro familiar do meio ambiente para que os resultados possam ser vistos mais claramente. Por exemplo:

Estes tipos de registros permitem às pessoas verificarem os resultados, e esta atividade é importante para acostumar-se a um estilo de vida com economia de energia. Os fiéis da Soto Zen correspondem a 1.7 milhões de lares, e o Plano Verde requer a participação de todos os membros. É uma tentativa de mudar vidas e o mundo ao nosso redor.

Keizan Zenji nos ensinou que "A mente comum é o caminho." Este ensinamento nos faz perceber que, quando uma verdade é descoberta na vida diária e posta em prática, isto é o caminho do budismo. A atmosfera é o que preserva o equilíbrio delicado para toda a vida existir, porém a humanidade está prestes a confundir este equilíbrio. Não há outro modo de proteger o meio ambiente a não ser fazê-lo em nossas vidas diárias.

5. Coexistir com a natureza; é a encarnação de Buda.

Dogen Zenji amava as montanhas e a natureza. Vivendo-se com a natureza, ele disse,
"Se eu cuidar das montanhas, elas cuidarão de mim"

Ele também proclamou que
"As cores das montanhas e o som dos rios da montanha são a voz e encarnação de Buda Shakyamuni."

Ele ensinou que todos os aspectos da natureza eram a encarnação de Buda. Keizan Zenji também ensinou que a natureza era Buda. Ele disse,
"Você não deve ver Buda Shakyamuni em nada a não ser na natureza e seres vivos.
Montanhas, rios e todas as outras coisas na natureza podem ter várias formas, mas elas são todas a encarnação de Buda Shakyamuni."

Ele também nos advertiu que nenhum galho de árvore ou planta deveria ser quebrado a não ser que fosse usado numa cerimônia e proibiu estritamente o derrubamento desnecessário de árvores. Keizan Zenji coexistiu em harmonia com a natureza e esforçou-se para viver com um mínimo de recursos a fim de protegê-la.

Aprender das palavras e vidas destes fundadores da Soto Zen é aceitar a natureza em si como a encarnação de Buda Shakyamuni, respeitá-la, valorizá-la, aprender com ela e viver em harmonia com ela.